É aos poucos…

Crescer dói. Abrir mão de velhas crenças, questionar certos valores, olhar para você com franqueza e verdade… dói muito. Dói crescer, dói aceitar quem eu sou, dói aceitar a minha vida, dói assumir a total responsabilidade de quem eu me tornei e dói abrir mão das velhas historinhas que vivemos contando para nós mesmos, afim de justificar o nosso vitimismo e insignificância diante de um Universo tão vasto e poderoso. … Mais É aos poucos…

Curar-se em Amor

Encontro um Amor abundante, simples, humilde e reconfortante. Encho-me desse Amor. Fixo-me nesse Amor quando olho com Esperança. Ele está em Deus, na Natureza, na Humanidade, nas Artes, na minha Poesia e na Beleza oculta que há na Vida e até mesmo na Morte. … Mais Curar-se em Amor